Dra Michele Haikal na TV Record no Domingo Espetacular 04/10/2015:

 

foto record #1

 

Dra Michele Haikal ontem na Record falou sobre o carvão ativado que tem sido mostrado na internet em vários blogs falando sobre máscaras feitas deste produto para a pele. Você sabe como o carvão ativado pode beneficiar a pele? Os fragmentos do carvão ativado são extremamente porosos, com uma grande superfície de contato, com vários vacúolos, por isso funcionam como uma esponja, o que o faz com que puxe cravos e oleosidade da pele. No entanto, não deve ser usado em peles atópicas (alérgicas) pois diminui o manto lipídico protetor da pele. Já o carvão ativado de uso oral pode ser usado quando a pessoa tem uma intolerância alimentar e acaba ingerindo o que não poderia. Neste caso o carvão irá sugar o conteúdo ingerido para ele. Por isso sempre foi usado na medicina para intoxicações. Mas não deve ser usado sempre, é só para casos isolados, pois ele absorve também medicamentos, vitaminas, pílula anticoncepcional e com o uso em excesso pode causar desnutrição. Deve ser usado sob prescrição médica idealmente. Este carvão não é aquele usado na churrasqueira, ele é feito com madeiras especiais, sem resina, madeiras mais moles, numa altíssima temperatura, por volta de 800 graus celsus, e num ambiente com pouco oxigênio. É isto que faz com que ele seja poroso, portanto o carvão normal de churrasqueira não serve para uso cosmético. 

 

 

Não perca: Dra Michele Haikal na TV Record no Domingo Espetacular

 

TV RECORD na Clínica Dra Michele Haikal
TV RECORD na Clínica Dra Michele Haikal

 

Irá ao ar neste próximo domingo no Domingo Espetacular uma entrevista com Dra Michele Haikal às 19:00 hs.

Dra Michele recebeu a equipe da TV Record em sua clínica respondendo dúvidas sobre saúde e beleza.

Não perca!

Dra Michele Haikal no Blog da apresentadora Eliana dando dicas de como se bronzear de um jeito saudável:

foto daqui dali #1

No Blog da apresentadora Eliana “Daqui Dali”, Dra Michele Haikal dá dicas de como se bronzear de uma maneira saudável.

“A pele humana não se bronzeia por acaso. O processo é uma RESPOSTA PROTETORA DO ORGANISMO à exposição ao sol. Os raios solares passam pelo DNA das células, muitas vezes, causando danos, que vão desde queimaduras até a formação de lesões pré-cancerígenas”, conta Dra MICHELE HAIKAL, que fez recentemente uma atualização em Harvard sobre saúde e beleza.

Assim, um BANHO DE SOL DESPROTEGIDO, além de queimar a pele, traz outros riscos para a sua saúde, como os cânceres de pele, a formação de manchas, sardas e o envelhecimento acelerado.

O protetor solar é o tipo de produto que não deve ser usado de forma econômica. “REPASSE todas as vezes que transpirar ou a cada duas horas”, alerta Michele. Para que não haja dúvidas em relação à quantidade suficiente do creme, a especialista afirma que a recomendação é que ele seja USADO POR DUAS VEZES EM CADA REGIÃO DO CORPO.

Além dos tradicionais cremes solares, Dra Michele Haikal afirma que existem ANTIOXIDANTES ORAIS, EM FORMA DE CÁPSULAS, que evitam os danos e te ajudam a ficar bronzeada de um jeito saudável. “É o caso do Polipodium Leucotomus, da vitamina E, da luteína”, informa. Estes compostos já foram muito bem estudados e inclusive estão no último consenso de fotoproteção da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Outra importante aliada é uma ALIMENTAÇÃO rica em alimentos com BETACAROTENO, uma substância natural, fonte de vitamina A e importante também para a manutenção da força nas unhas e no brilho do cabelo.
Com a ajuda da alimentação, dos antioxidantes e da proteção dos cremes, Michele indica que, inicialmente, você comece a tomar sol todos os dias por 15 minutos. “Com o passar dos dias, pode-se aumentar um pouco, dentro daqueles horários e SEMPRE USANDO OS FOTOPROTETORES”, diz.
Para quem gosta de uma cor mais forte, a médica sugere completar os efeitos com um AUTOBRONZEADOR. “Eles são vendidas em farmácias e têm dicas para não dar um aspececto manchado. Pigmentam somente a camada mais externa da pele, que é a camada córnea, e portanto, não fazem mal.”

 

 

 

Dra Michele Haikal na Revista Tireóide falando tudo sobre o glúten!

 

Tireóide #1

 

Dra Michele Haikal na Revista Tireóide falando tudo o que você queria saber sobre toda essa história do glúten:

“O trigo, com a transgenicidade, para aumentar a produção, acabou ficando com uma quantidade muito aumentada de glúten. Ele tem hoje 400% mais glúten do que tinha antigamente. Esta quantidade imensa de glúten lesa a parede intestinal fazendo a chamada: “leaky gut syndrome”, que é uma síndrome de hiperpermeabilidade intestinal. Isto faz com que proteínas entrem em contato com o organismo antes de serem quebradas em aminoácidos, e então o corpo sinaliza esta proteína como estranha e ruim, desenvolvendo imunidade contra ela. E como isso pode afetar a glândula? O corpo confunde a proteína do glúten com a transglutaminase, que tem no corpo todo, mas que é encontrado em grandes concentrações na tireóide. Aí quando o sistema imune ataca a gliadina, os anticorpos também atacam a tireóide. Para dar positivo o teste anti-gliadina no sangue, geralmente este intestino já está sendo lesado há muitos anos. Os exames de saliva são mais sensíveis, detectam precocemente o anticorpo. Esta hiperpermeabilidade intestinal pode ser causada pelo glúten e também pelo leite (pois são proteínas de leite animal, muito grandes em comparação ao que nosso organismo está preparado) está presente na origem de quase toda doença autoimune, e é uma das hipóteses mais prováveis hoje para o início das doenças autoimunes todas. Para eliminar o glúten da dieta, alguns alimentos devem sair da lista, como o trigo, a cevada, e a aveia normal. (Existe a aveia sem glúten). É possível sim cortar o glúten sem que haja uma perda nutricional. O mais importante é ter imaginação. Pode-se usar no lugar do trigo: quinoa no caso do quibe, biomassa de banana verde como espessante em bolos ou tortas, trocar o pão por tapioca ou crepioca (ovo com tapioca) ou biscoito de arroz integral. Além disto, é possível fazer massa sem glúten a partir de farinha de arroz ou de fécula de batata. ”

Entendeu agora porque o glúten deve ser eliminado da dieta pelo bem da sua saúde? Então bora se alimentar bem!